Topo
Blog do Julio Gomes

Blog do Julio Gomes

Categorias

Histórico

Daniel Alves começa com brilho seu maior desafio

UOL Esporte

18/08/2019 18h00

É claro que chegar jovenzinho a outro país, de língua estranha, tudo estranho, é um desafio e tanto.

É claro que jogar no Barcelona é um desafio e tanto.

É claro que jogar uma Copa do Mundo com a camisa da seleção é um desafio e tanto.

Mas Daniel Alves começou hoje o que talvez o maior desses desafios. Porque é a primeira vez que a responsabilidade está muito mais nas costas dele do que de outros.

A camisa do São Paulo é pesada, a fila e a seca de alegrias é enorme, inéditas em 40 anos. É um clube que vai do céu ao inferno em instantes nos dias de hoje.

Daniel jogou pouquíssimas vezes como jogou hoje. Um meio campista de fato, caindo mais pela direita, mas não aberto pela direita. É uma posição complicada, para poucos.

São muitos mais obstáculos, muitas mais opções, ser um 10 é um negócio tão difícil que são poucos os grandes jogando assim. Daniel não será lateral no São Paulo, será um armador que pisa na área. Ele já fez muito isso, mas saindo de sua posição, e não tendo esta posição.

É um enorme desafio tático e um enorme desafio histórico. Ele começou com gol da vitória, passes, movimentação, dinamismo e até chapéu. Melhor, impossível.

Dito tudo isso, considero a vitória do São Paulo injusta. Apesar da posse de bola maior, o São Paulo quase não chegou ao gol do Ceará no primeiro tempo. Fez o gol, na jogada de Juanfran, Raniel e Dani. Mas sofreu no ótimo posicionamento tático do Ceará.

No segundo tempo, o Ceará foi o melhor time nos primeiros 25 minutos e criou algumas ótimas ocasiões para empatar.

Poderia ter empatado em um pênalti claríssimo não marcado pelo árbitro, um atropelamento de Volpi dentro da área.

O lance é de interpretação, o juiz viu e considerou o choque normal. Não tem que ter VAR pra juiz reapitar jogo.

Não esperem de mim um "fins justificam os meios". Precisamos nos habituar a processos nesse país. Já chega de regras atropeladas em nome de um "suposto acerto" no fim. O árbitro errou, mas esse erro não pode ser corrigido com outro erro.

O VAR tem que ficar caladinho em lances assim. O erro está em um árbitro interpretar como lance normal uma falta tão falta como a cometida por Volpi.

O fato é que o São Paulo está dentríssimo da luta pelo título brasileiro. É o time de Daniel Alves. E ser campeão é coisa corriqueira para ele.

Sobre o Autor

Julio Gomes é jornalista esportivo desde que nasceu. Mas ganha para isso desde 1998, quando começou a carreira no UOL, onde foi editor de Esporte e trabalhou até 2003. Viveu por mais de 5 anos na Europa - a maior parte do tempo em Madrid, mas também em Londres, Paris e Lisboa. Neste período, estudou, foi correspondente da TV e Rádio Bandeirantes e comentarista do Canal+ espanhol, entre outras publicações europeias. Após a volta para a terrinha natal, foi editor-chefe de mídias digitais e comentarista da ESPN e também editor-chefe da BBC Brasil. Já cobriu cinco Copas do Mundo e, desde 2013, está de volta à primeira das casas.

Sobre o Blog

Este blog fala (muito) de futebol, mas também se aventura em outros esportes e gosta de divagar sobre a vida em nossa e outras sociedades.

Mais Blog do Julio Gomes