Topo
Blog do Julio Gomes

Blog do Julio Gomes

Categorias

Histórico

Lição de esportividade em Toronto

Julio Gomes

2011-06-20T19:00:44

11/06/2019 00h44

Kevin Durant é um monstro do basquete. Para muitos, o mais completo e importante jogador do Golden State Warriors, três vezes campeão nos últimos quatro anos. Durant se machucou nas semifinais da Conferência Oeste da NBA e não conseguiu mais voltar. Com muito sacrifício, e, agora está claro, antes do tempo, voltou na partida 5 do playoff final da temporada, nesta noite de segunda.

Começou o jogo voando, fez 11 pontos, liderou o time. Muitos começaram a pensar "uau, o que teria sido dessa série com Durant em quadra?". Golden State mostrava-se pronto para ganhar o jogo e forçar mais uma partida na final. Até que…

Durant sente a perna direita, provavelmente a mesma lesão. Sua cara é muito mais de decepção do que dor. Ele sabe que é game over para ele, provavelmente para o time, dado o golpe moral da lesão.

Imediatamente, algumas dezenas (centenas? milhares?) de torcedores do Toronto Raptors comemoram a lesão.

Sabem que a chance de Toronto ser campeão pela primeira vez na história fica muito maior contra um time sem Durant do que contra um time com Durant.

Imediatamente, os comentaristas da ESPN americana criticam as vaias. Também imediatamente, os próprios jogadores de Toronto começam a acenar para os torcedores, principalmente Kyle Lowry. Não é possível vaiar uma lesão. Não é possível vaiar um jogador como Durant, que tem no fair play uma das marcas da carreira.

Uma lição de esportividade.

As poucas vaias viraram aplausos. Durant é consolado por companheiros e por adversários. A torcida de Toronto, que é uma das grandes histórias da final, apoiando o time de forma pouco usual na NBA, com muito fervor, dentro e fora do ginásio, respondeu à altura aos pedidos do próprio time. Pelo menos corrigiram a tempo a falta de sensibilidade de alguns.

Golden State mostrou que nunca se pode subestimar o coração de um campeão. Buscou a vitória. "Ele (Durant) sacrificou o corpo por nós", disse Stephen Curry, a outra superestrela da companhia.

Toronto ainda está a uma vitória do título, mas o jogo 6, quinta-feira, será no ginásio dos Warriors, em Oakland.

E você, o que faria nessa situação? Transporte para o futebol, e a grande estrela do time adversário se machuca. Você comemora ou lamenta?

Sobre o Autor

Julio Gomes é jornalista esportivo desde que nasceu. Mas ganha para isso desde 1998, quando começou a carreira no UOL, onde foi editor de Esporte e trabalhou até 2003. Viveu por mais de 5 anos na Europa - a maior parte do tempo em Madrid, mas também em Londres, Paris e Lisboa. Neste período, estudou, foi correspondente da TV e Rádio Bandeirantes e comentarista do Canal+ espanhol, entre outras publicações europeias. Após a volta para a terrinha natal, foi editor-chefe de mídias digitais e comentarista da ESPN e também editor-chefe da BBC Brasil. Já cobriu cinco Copas do Mundo e, desde 2013, está de volta à primeira das casas.

Sobre o Blog

Este blog fala (muito) de futebol, mas também se aventura em outros esportes e gosta de divagar sobre a vida em nossa e outras sociedades.

Mais Blog do Julio Gomes