Topo
Blog do Julio Gomes

Blog do Julio Gomes

Categorias

Histórico

Tite está apaixonado por um problema (achando que é solução)

Julio Gomes

2004-06-20T19:06:00

04/06/2019 06h00

Quem não tem aquele amigo ou amiga para quem você fala, mostra, tenta abrir os olhos, às vezes até traz provas, outros testemunhos, maaaas….. a outra pessoa não te ouve?

O amor é cego, dizem.

Tite parece um garoto apaixonado. Já que muitos chamam Neymar de garoto, eu também posso fazer o mesmo com o professor.

Não adianta falar, mostrar, provar. Tite está cego em relação a Neymar. Está apaixonado por um problema e sussurra no ouvido dele palavras de amor, chamando de solução.

Até a Copa do Mundo, convenhamos, não havia muito como ver isso. Mas a Copa já foi uma grande mostra de que Neymar era mais problema que solução. Os meses subsequentes ao Mundial mostraram um Tite em má fase, cambaleante, com dificuldades de encontrar respostas para a campanha russa, com escolhas duvidosas, com futebol sem graça, com discurso chato e repetitivo.

Não conhecemos os atuais dirigentes da CBF. Ricardo Teixeira, no que toca a seleção brasileira, era mais afeito à estabilidade, pouca intromissão. Em teoria, o pescoço de Tite está em jogo nesta Copa América, mas isso se os atuais dirigentes forem menos como Teixeira, mais como a maioria dos dirigentes do país.

Se Tite acha, como muitos, que seu emprego corre risco e está apegado a ele, teria sido muito mais inteligente não convocar Neymar para a Copa América. Eu já falei isso antes da acusação de estupro, por isso fico tranquilo em repetir.

O soco na cara do torcedor na França era o álibi perfeito para deixar Neymar de fora e estabelecer um compromisso com o torcedor e os jogadores. Estou deixando nosso melhor jogador de fora porque tenho conceitos, ética, porque não compactuo com essas coisas, e conto com vocês junto comigo nessa.

Se não tivesse convocado Neymar, Tite teria reconquistado a opinião pública, que está de saco cheio do mimado mais famoso do país, e teria reagrupado seu elenco.

Se ele perdesse a Copa América, a culpa seria de Neymar e sua indisciplina, não dele.

Ao convocar Neymar, Tite abraça seu maior problema e deposita todas – eu disse TO-DAS – as fichas em uma cara que não é confiável. Porque agora sim, ou ganha ou ganha.

Aí, vem a acusação de estupro, com direito a carro de polícia dentro da concentração em Teresópolis. Como não admitir que essas coisas atrapalham e passam longe de serem benéficas à seleção? Bem, Tite não admite. Segue passando a mão na cabeça, segue chamando seu problema de "meu amor", como vimos na coletiva de ontem.

E se Neymar for espetacular e ganhar sozinho a Copa América para o Brasil? Bem, se essa hipótese se confirmar, e é bem possível que se confirme, porque é um torneio fácil para o Brasil e o cara é bom jogador, será a vitória do "fins justificam os meios", "o que vale é vencer", "resultado acima de tudo", "individual acima do coletivo".

Todo o oposto daquilo que Tite prega.

Por que Tite confia tanto em Neymar? Por que deposita sua imagem nos pés de um mimado egocêntrico? Não há final feliz para Tite com Neymar nesta seleção, nesta Copa América.

 

Sobre o Autor

Julio Gomes é jornalista esportivo desde que nasceu. Mas ganha para isso desde 1998, quando começou a carreira no UOL, onde foi editor de Esporte e trabalhou até 2003. Viveu por mais de 5 anos na Europa - a maior parte do tempo em Madrid, mas também em Londres, Paris e Lisboa. Neste período, estudou, foi correspondente da TV e Rádio Bandeirantes e comentarista do Canal+ espanhol, entre outras publicações europeias. Após a volta para a terrinha natal, foi editor-chefe de mídias digitais e comentarista da ESPN e também editor-chefe da BBC Brasil. Já cobriu cinco Copas do Mundo e, desde 2013, está de volta à primeira das casas.

Sobre o Blog

Este blog fala (muito) de futebol, mas também se aventura em outros esportes e gosta de divagar sobre a vida em nossa e outras sociedades.

Mais Blog do Julio Gomes