Topo
Blog do Julio Gomes

Blog do Julio Gomes

Categorias

Histórico

Champions mais imprevisível da década chega à hora H

Julio Gomes

2012-02-20T19:05:00

12/02/2019 05h00

Ufa! Vai começar a Champions League "de verdade", ainda que a fase de grupos não tenha sido tão óbvia assim, como se imaginava – houve alguma zebrinha aqui, outra ali.

A partir de hoje, é mata-mata. É a maior competição do mundo, onde estão os melhores jogadores, os melhores times, as melhores transmissões, os melhores tudo. Quem não ama a Champions, não ama o futebol.

E, ao contrário do que vimos ao longo dos últimos 10 anos, não é possível apontar o trio Real Madrid-Barcelona-Bayern de Munique com o favoritismo absoluto. É uma Champions diferente.

Foi assim ao longo década, que já vai chegando ao fim. O Bayern chegou à final em 10, 12 (perdeu ambas) e 13 (campeão), depois foi tendo seguidas decepções, mas quase sempre chegando pelo menos às semifinais. O Barça, campeão em 09 e 11 com Guardiola, voltou a levar o troféu em 15. E o Real Madrid dispensa comentários, ganhou quatro das últimas cinco.

A última final sem um deles foi a de 2008, entre Manchester United e Chelsea. São sete Champions seguidas em que os três chegaram juntos, pelo menos, até as quartas de final.

Só que neste ano nem Real nem Barça nem Bayern passam aquela sensação de time campeão. Claro que podem ser. São fortes e é mata-mata. Mas a temporada de todos eles é instável.

Já há alguns anos a Europa espera pelo momento de Manchester City e Paris Saint-Germain, os "novos ricos". Chegou a hora? Pode ser.

Guardiola ficou fora das últimas seis finais de Champions em que competiu. Ainda assim, e com a recuperação recente na Premier, os algoritmos das casas de apostas apontam o City como maior favorito para ficar com o título – seguido, na ordem, por Barcelona, Juventus, PSG, Liverpool e, só depois desses todos, Real Madrid e Bayern.

O PSG, mais uma vez, chega ao mata-mata desfalcado de Neymar. Cavani tampouco jogará hoje contra o Manchester United – aliás, que péssima hora para enfrentar o United, que está voando desde a saída de Mourinho.

A Juventus, agora com Cristiano Ronaldo e dominante na Itália, é a favorita de muita gente, mas tem um confronto dificílimo logo nas oitavas, contra o competitivo Atlético de Madrid – que vai abrigar a finalíssima em seu estádio, o que é sempre uma motivação extra.

O Liverpool, que tenta ser campeão na Inglaterra e foi finalista no ano passado, é justamente o adversário do Bayern, em outro confronto sem condição alguma de apontar um favorito. É para este duelo que se olha quando se diz que dificilmente o trio Real-Barça-Bayern chegará às quartas pelo oitavo ano seguido.

Entre os três ingleses, os três espanhóis, PSG, Bayern e Juventus, como apontar um favorito ao título? E quem passar de Tottenham e Borussia Dortmund, dois ótimos times de futebol, será que não criará problemas a quem quer que seja nas quartas? Dos 16 sobreviventes, 11 podem ser campeões.

Só não dá para imaginar que Roma, Porto, Schalke, Ajax e Lyon cheguem longe. Mesmo assim, são times capazes de machucar qualquer um no mata-mata.

A Champions volta com imprevisibilidade, muito equilíbrio e muitos times bons. Imperdível.

Palpites do blog:

United-PSG – O United encaminha a classificação com uma ótima vitória nesta terça

Roma-Porto – Passam os portugueses, em melhor momento, e quem avançar será o rival predileto de qualquer um nas quartas

Ajax-Real Madrid – Real em franca recuperação, passa, mas com susto na ida

Tottenham-Dortmund – Que confronto complicado! A ausência de Kane fará a diferença, passa o Borussia

Liverpool-Bayern – O Liverpool é mais time, mas o foco total na Premier passará fatura. O Bayern avança por decidir em Munique

Lyon-Barcelona – O Lyon deu trabalho ao City na fase de grupos e quebrou a invencibilidade do PSG na França, não é um timeco. O Barça avança, mas sem facilidade e com muito Messi

Atlético-Juventus – Outro duelo absurdamente equilibrado e imprevisível. Aposto em Cristiano Ronaldo contra um Atlético que não defende bem como outrora, principalmente pelo alto

Schalke-Man City – A única barbada absoluta das oitavas, o time de Guardiola fará duas goleadas

Sobre o Autor

Julio Gomes é jornalista esportivo desde que nasceu. Mas ganha para isso desde 1998, quando começou a carreira no UOL, onde foi editor de Esporte e trabalhou até 2003. Viveu por mais de 5 anos na Europa - a maior parte do tempo em Madrid, mas também em Londres, Paris e Lisboa. Neste período, estudou, foi correspondente da TV e Rádio Bandeirantes e comentarista do Canal+ espanhol, entre outras publicações europeias. Após a volta para a terrinha natal, foi editor-chefe de mídias digitais e comentarista da ESPN e também editor-chefe da BBC Brasil. Já cobriu cinco Copas do Mundo e, desde 2013, está de volta à primeira das casas.

Sobre o Blog

Este blog fala (muito) de futebol, mas também se aventura em outros esportes e gosta de divagar sobre a vida em nossa e outras sociedades.

Mais Blog do Julio Gomes