Topo
Blog do Julio Gomes

Blog do Julio Gomes

Categorias

Histórico

Vinícius Jr e Malcom se destacam, Coutinho decepciona no superclássico

Julio Gomes

2006-02-20T19:19:56

06/02/2019 19h56

O superclássico espanhol terminou empatado pela semifinal da Copa do Rei, jogo de ida. O primeiro tempo no Camp Nou foi todo do Real Madrid. O segundo, todo do Barcelona. Um gol para cada lado, empate justo, decisão fica para o fim do mês, no Bernabéu.

O Real Madrid dominou a posse de bola e controlou o meio de campo no primeiro tempo, com Modric e Kroos lembrando os ótimos tempos que deram ao Madrid quatro das últimas cinco Copas da Europa.

Mas o nome próprio foi o de Vinícius Jr. O garoto voltou a deixar Bale no banco e foi protagonista. Participou do lance do gol, marcado por Lucas Vázquez, e foi a grande opção ofensiva do Real Madrid.

Praticamente todos os lances de ataque saíram pelo lado dele, com tabelas, desmarques e infiltrações. Vinícius Jr ainda precisa de um ajuste, bastante típico para um jogador de sua idade. O acerto de decisões.

O próprio Neymar, quando chegou ao Barcelona, passou o primeiro ano tomando um monte de decisões erradas. Vinícius precisa do mesmo amadurecimento. Entender quando chutar, quando cruzar, quando dar o passe, quando encarar. O talento está lá, o ritmo também. Quando fizer esse ajuste fino, vai ter impacto ainda maior na Europa.

Como o Barcelona pouco teve a bola, Arthur fez um primeiro tempo discreto, mas cresceu no segundo. Curioso é que o ataque catalão passou muito mais por Malcom do que Philippe Coutinho – uma vez mais discreto, em um jogo em que deveria ser protagonista, até pela presença de Messi no banco.

Quando Dembélé voltar de lesão, é bem possível que Coutinho perca muito espaço entre os titulares.

Malcom perdeu um gol feito no primeiro tempo – foi marcado impedimento, mas se ele faz o gol o árbitro validaria com o VAR. Mas, à parte esse lance, em que parou no cara a cara com Navas, Malcom acertou quase tudo. No segundo tempo, foi recompensado com o gol e só saiu de campo quando estava esgotado. Chamou o jogo, foi muito bem.

A mudança tática que mudou a dinâmica do jogo foi a espetada de Alba pela esquerda, com Coutinho pelo meio. Com a entrada de Messi (e já sem Coutinho), o Barcelona tomou conta da partida e quase chegou à virada.

Casemiro, que entrou no segundo tempo, fez um jogo ruim. É o típico jogador que precisa de ritmo. E Marcelo participou pouco das ações ofensivas e das saídas de bola do Madrid – além de ter sofrido muito com Malcom na defesa.

Os destaques foram mesmo Vinícius Jr e, principalmente, Malcom, que pode ter inaugurado uma nova fase dentro do Barcelona. Apesar de tudo e de todos, o Brasil segue produzindo gente boa. E em série.

Sobre o Autor

Julio Gomes é jornalista esportivo desde que nasceu. Mas ganha para isso desde 1998, quando começou a carreira no UOL, onde foi editor de Esporte e trabalhou até 2003. Viveu por mais de 5 anos na Europa - a maior parte do tempo em Madrid, mas também em Londres, Paris e Lisboa. Neste período, estudou, foi correspondente da TV e Rádio Bandeirantes e comentarista do Canal+ espanhol, entre outras publicações europeias. Após a volta para a terrinha natal, foi editor-chefe de mídias digitais e comentarista da ESPN e também editor-chefe da BBC Brasil. Já cobriu cinco Copas do Mundo e, desde 2013, está de volta à primeira das casas.

Sobre o Blog

Este blog fala (muito) de futebol, mas também se aventura em outros esportes e gosta de divagar sobre a vida em nossa e outras sociedades.

Mais Blog do Julio Gomes