Blog do Júlio Gomes

Vinícius Jr já no Real Madrid: ruim para todas as partes

Julio Gomes

Como não houve muita polêmica, nenhum bafafá, é possível entender que a chegada de Vinícius Jr ao Real Madrid já, logo após completar 18 anos de idade, ocorreu em comum acordo entre os espanhóis, o Flamengo e o jogador.

Por acaso, estou em Madrid, cidade querida, para miniférias após a maratona da Copa do Mundo. Nada a ver com a primeira semana de treinos de Vinícius e a apresentação dele, nesta sexta, com presença de Ronaldo e tudo. Como dizem por aí, aqui na cidade… ''só se fala de outra coisa''.

Vinícius Jr não fez Madrid pulsar nem nada do tipo, ainda que tenha havido público em sua apresentação no Bernabéu. É verdade que, em julho, a cidade se esvazia de madrilenhos, se enche de turistas.

Por mais que todos pareçam felizes, e é natural que o garoto esteja vivendo um sonho, não consigo entender como pode ter sido bom para Vinícius, Real Madrid e Flamengo. Na real, é ruim para todo mundo.

Vinícius Jr acabava de virar titular do Flamengo. Era uma chance de ouro para ter minutos, jogar todo um Campeonato Brasileiro, um torneio difícil, pegado, disputado, que, se taticamente agrega pouco, emocionalmente acrescentaria demais na formação do caráter do atleta.

O Flamengo lidera o campeonato, é um dos candidatos a título, Vinícius Jr, com juventude e agressividade, tinha tudo para ser uma peça fundamental nesta luta. Tem Libertadores e Copa do Brasil também, ou seja, aprendizado em mata-mata, time contra a parede! Jogar grandes partidas, grandes clássicos, isso tudo tem um valor inestimável na carreira de um atleta. É aquilo que não se ensina. É a tal experiência. Ganhar, perder, aprender a ganhar, aprender a perder.

Nem se sabe se Vinícius Jr ficará no primeiro time do Real Madrid na temporada ou se será ''rebaixado'' ao Real Madrid B, o Castilla. Que grande diferença faria que o menino viesse daqui a seis meses, no final do ano?

Que grande aprendizado tático ele terá agora que não teria chegando seis meses depois? É um gigantesco abismo o que separa a responsabilidade que Vinícius Jr teria atuando neste segundo semestre por um gigante como o Flamengo e a (falta de) responsabilidade atuando em jogos menores na Espanha.

Para o Flamengo, é a perda de uma peça que poderia ser chave. Para Vinícius Jr, é a chance perdida de fazer história pelo clube, deixar uma marca. Para o Real Madrid, é jogar no lixo um período de experiência que poderia se mostrar valiosíssimo no futuro.

Não consigo entender.