Blog do Júlio Gomes

Caíque e Júnior Dutra ganham pontos no primeiro jogo do Corinthians

Julio Gomes

Ganhar a Copa lá na Flórida não importa para o Corinthians nem para ninguém. É um torneio de pré-temporada para brasileiros, inter-temporada para europeus, serve para treino e observações.

E, com um elenco que acaba de voltar de férias, creio que Fábio Carille pôde fazer boas observações.

Com os titulares, no primeiro tempo, o Corinthians mostrou aquela solidez que já conhecemos. Com a formação 4-1-4-1, Jadson ganhou a proximidade de Rodriguinho no meio de campo e creio que será o maior beneficiado.

As bolas aéreas trouxeram problemas, o PSV ganhou todas pelo alto. E Juninho Capixaba, estreante na lateral esquerda, mostrou personalidade com a bola nos pés, mas alguma inconsistência defensiva. O PSV praticamente só jogou por ali, já que não estava dando nada certo do outro lado, ocupado por Fágner.

No segundo tempo, o PSV, que é lider na Holanda, voltou com o mesmo time, exceto seu principal armador, Van Ginkel. O Corinthians mudou todos os jogadores, e o outro estreante, Júnior Dutra, ocupou o comando de ataque.

Não há comparação entre Jr Dutra e Kazim. O brasileiro é muito melhor tecnicamente. Mesmo em um segundo tempo dominado pelo PSV, Jr Dutra conseguiu aparecer, se movimentou, brigou, clareou algumas jogadas que pareciam perdidas.

Meu palpite é que ele será titular no próximo jogo do Corinthians na Flórida. Vamos ver.

Marquinhos Gabriel e Giovanni Augusto, abertos pelos lados, produziram pouco.

A defesa reserva, afobada, fez muitas faltas e cedeu muitas chances ao PSV – que estava mal de pontaria. Caíque, o goleiro que substituiu Cássio, foi o nome do jogo. Fez duas defesaças no fim do jogo e só não parou o lance do gol de empate, que saiu no último lance da partida, aos 48min.

Mas, na disputa por pênaltis, Caíque fez uma defesa e deu a vitória ao Corinthians. Os jogadores de linha converteram todos. Logicamente Caíque não é uma ameaça a Cássio, mas foi o herói da noite.

Fica uma nota, que nada tem a ver com o Corinthians ou Carille.

O PSV melhorou no segundo tempo após a entrada de um certo Mauro Júnior. Brasileiro, 18 anos, que jogou na seleção sub-17 e foi do Desportivo Brasil, que se propõe a formar e vender, direto para a Europa. Jogou bem, mudou a dinâmica da partida. Mais um valor que se foi sem nem atuar por aqui.

Parabéns aos envolvidos.

Tags : Corinthians