Blog do Júlio Gomes

Brasileiro, ato 23: a rodada que pode reabrir (ou não) o campeonato

juliogomes

A rodada quatro do returno do Brasileiro tem tudo para ser divisora de águas. Depois de duas derrotas para lá de surpreendentes em casa, para dois times da zona de rebaixamento, o Corinthians tem um confronto teoricamente mais duro: o Santos, na Vila Belmiro.

Por que teoricamente, apenas? Como enfrentar o terceiro colocado fora de casa só é mais difícil ''na teoria'' do que pegar dois times da parte baixa e em casa?

Bem, para responder a este questionamento precisamos nos lembrar do estilo de jogo corintiano. Um time sólido na defesa, muito bem organizado taticamente, eficiente demais nas transições (contra ataques), mas que apresentou problemas (como quase todos os outros times) quando enfrentou adversários fechadinhos e dispostos a se dar bem com a mesma tática. Ou seja, o Corinthians se sente menos cômodo precisando buscar vitórias em casa, contra times bem postados e buscando o empate, do que quando sai de casa e pode deixar a responsabilidade para o adversário.

O jogo de domingo, na Vila Belmiro, tem tudo para ser um duelo de poucos gols. São, disparado, os times menos vazados do campeonato, ancorados em dois goleiros em grande fase. Um 0 a 0 ou ou 1 a 0 para alguém é um ótimo palpite.

O detalhe é que o Grêmio, vice-líder, joga no sábado contra o Vasco, que volta a São Januário depois daqueles episódios lamentáveis vistos no clássico contra o Flamengo. Apesar de ser um jogo com portões fechados e mais uma ótima oportunidade se apresentar, não se sabe se o Grêmio irá com força máxima. Se vencer, jogará toda a pressão do mundo nas costas do Corinthians. E logicamente o inverso ocorrerá em caso de derrota gremista.

É plausível acreditar que a diferença atual, se sete pontos, não se manterá. Se o Grêmio vencer, deverá diminuir a diferença. Mas, se perder, deve ocorrer o contrário. Apenas uma leitura da situação.

A rodada quatro do turno foi a que teve menos gols no campeonato até agora: 15 gols em 10 jogos. A rodada quatro do returno chega após uma necessária (e rara) pausa pelas datas Fifa. Técnicos tiveram tempo de trabalhar e recuperar jogadores. Não há desculpas para mau futebol.

SÁBADO

16h Atlético-MG x Palmeiras (Independência)
Turno: 0-0
Colocação: 10-CAM (29), 4-Palmeiras (36)
Prognóstico: 2-2
Um duelo entre times que começaram o campeonato como candidatos ao título e que hoje jogam apenas para estar no grupo de classificados para a Libertadores. Ambos tiveram semanas relativamente tranquilas após vitórias na última rodada – o único ''tumulto'' no ambiente palmeirense foi a reintegração de Felipe Melo. Dudu pode voltar ao time após um mês lesionado. No Galo, Fred estará entre os titulares, à frente da linha com Cazares, Luan e Valdívia (sem Robinho). O Atlético tem conseguido bons resultados contra o Palmeiras nos últimos anos (não perde desde 2011), mas não é bom mandante neste campeonato e sinto cheiro de empate.

18h Vasco x Grêmio (São Januário)
Turno: Grêmio 2-0
Colocação: 12-Vasco (28), 2-Grêmio (43)
Prognóstico: 1-1
O Vasco volta a São Januário, onde conseguiu a maior parte dos seus pontos no campeonato e tem retrospecto amplamente favorável quando recebe o Grêmio. Mas o jogo terá portões fechados na estreia de Zé Ricardo no comando técnico. O Grêmio jogará duas finais no Rio. Sábado, contra o Vasco, busca uma vitória que pode colocar muita pressão no líder Corinthians (que, por sinal, foi um dos poucos a ganhar em São Januário). E depois na quarta, contra o Botafogo, pela Libertadores. Renato priorizou sempre as Copas, então deve mandar um time misto a campo e sem Luan, que se machucou no treino. Quando o Grêmio poupou seus titulares, se deu mal no Brasileiro. Depois de duas semanas de folga, será mesmo que os titulares do Grêmio não podem fazer dois jogos seguidos, na mesma cidade? Se a resposta for ''sim'', o Grêmio pode conseguir uma importante vitória. Se for ''não'', fica difícil.

19h São Paulo x Ponte Preta (Morumbi)
Turno: Ponte 1-0
Colocação: 19-SPFC (23), 13-Ponte (27)
Prognóstico: SPFC 2-0
Jogo com enormes implicações na luta contra o rebaixamento. Nos últimos sete jogos entre eles, o mandante ganhou. O São Paulo precisa desesperadamente da vitória e é isso que a Ponte tentará usar para vencer. É um jogo muito perigoso, mas com ligeiro favoritismo são-paulino.

DOMINGO

11h Atlético-PR x Coritiba (Arena da Baixada)
Turno: Coxa 1-0
Colocação: 8-CAP (30), 15-Coritiba (26)
Prognóstico: CAP 2-1
O clássico paranaense costuma ter vitória do mandante em jogos pelo Brasileiro. Kléber está de volta ao ataque do Coritiba após a longa (e justa) punição no STJD e é a esperança de gols. Mas o Atlético-PR vem jogando um futebol muito superior e tem aspirações de Libertadores. Deve ganhar.

16h Santos x Corinthians (Vila Belmiro)
Turno: Corinthians 2-0
Colocação: 3-Santos (38), 1-Corinthians (50)
Prognóstico: 0-1 Corinthians
Apesar de ter um jogo no Equador pela Libertadores, quarta, o Santos deve ir com força máxima para tentar bater o rival e diminuir a desvantagem para 9 pontos. O Corinthians só tem a dúvida de Arana e precisa sair com um bom resultado da Vila para não começar a ver sua liderança e o título ameaçados. A promessa é de um jogo chato e com poucas chances.

16h Sport x Avaí (Moisés Lucarelli)
Turno: Avaí 1-0
Colocação: 11-Sport (29), 18-Avaí (25)
Prognóstico: Sport 2-0
Depois da goleada sofrida em Porto Alegre, o Sport precisar dar uma resposta a sua torcida. Apesar de ser o favorito mais destacado da rodada, o time de Luxemburgo tem um duelo complicado, contra um Avaí que joga muito melhor fora de casa.

16h Vitória x Fluminense (Barradão)
Turno: Flu 2-1
Colocação: 16-Vitória (25), 9-Flu (30)
Prognóstico: 1-2 Flu
O Vitória é péssimo mandante e saiu da zona de rebaixamento pelos resultados obtidos longe de sua torcida. O Fluminense tem um time melhor, o que precisa é de um Scarpa mais eficiente em campo.

19h Botafogo x Flamengo (Engenhão)
Turno: 0-0
Colocação: 7-Botafogo (31), 5-Flamengo (35)
Prognóstico: 1-1
O Botafogo vai com força máxima pensando em ajustes para o jogo de quarta, contra o Grêmio, pela Libertadores. O Flamengo tem os retornos dos jogadores que não puderam participar da final da Copa do Brasil. Minha aposta é de um jogo brigado, fechado e com poucos gols. O Botafogo não vence o Flamengo há mais de dois anos (cinco empates e três derrotas desde então).

19h Chapecoense x Cruzeiro (Arena Condá)
Turno: 0-2 Chape
Colocação: 17-Chape (25), 6-Cruzeiro (31)
Prognóstico: 1-1
Um dos jogos mais difíceis de analisar na rodada. A Chape volta de seu amistoso emocionante em Roma, enquanto o Cruzeiro vem de um bom resultado na ida da final da Copa do Brasil e deve mandar time misto a campo. No turno, a Chape surpreendeu no Mineirão e liderava o campeonato, mas a realidade de hoje é tentar sair da zona de rebaixamento. O jogo entre eles pela Copa do Brasil, em Chapecó, teve muita confusão nos vestiários após o apito final.

SEGUNDA

20h Atlético-GO x Bahia (Olímpico-GO)
Turno: Bahia 3-0
Colocação: 20-Atlético-GO (18), 14-Bahia (26)
Prognóstico: Atlético-GO 2-1
Jogo de dois times que demitiram técnicos ao longo do campeonato e acabaram efetivando interinos. Jogo fundamental para o Atlético-GO. Se vencer a terceira (em quatro), começa a sonhar com a salvação.