Blog do Júlio Gomes

Brasileiro, ato 12: rodada ideal para os líderes se afastarem

juliogomes

Passada a semana de Libertadores e Sul-Americana, 8 times dão sequência à maratona e 12 voltam a campo no Brasileirão após uma rara semana cheia para treinamentos. Será que vão aproveitar?

Um deles é justamente o Corinthians. Ao lado do Grêmio, vice-líder, são os dois favoritos nas únicas ''barbadas'' da rodada. E têm a chance de abrir vantagem para os perseguidores diretos, Flamengo e Palmeiras, que enfrentam pedreiras.

O Corinthians, que só tem o desfalque de Fágner, recebe em Itaquera a Ponte Preta, uma velha freguesa. Já o Grêmio joga em casa contra o Avaí, pior ataque e vice-lanterna. Qualquer resultado que não seja vitória dos dois ponteiros pode ser considerado zebra.

Nos outros jogos da rodada, pelo contrário, nenhum resultado pode ser considerado zebra.

A começar pelo clássico de São Januário entre Vasco e Flamengo, o jogo mais atraente da rodada, logo no sábado, às 18h. O Vasco ganhou cinco de seis em São Januário, e o Flamengo vive grande fase. São cinco vitórias seguidas, classificações encaminhadas na Sul-Americana e Copa do Brasil, reforços engrenando e nada de desfalques importantes. Já o Vasco jogará sem três titulares.

O Palmeiras, por sua vez, irá ao Mineirão enfrentar o Cruzeiro. O Santos tem pela frente um clássico contra o São Paulo. O Atlético Mineiro tem uma pedreira contra o Botafogo, no Rio, e o Fluminense vai a Salvador enfrentar o Bahia sem Richarlison e Wendel.

Prognósticos da rodada:

SÁBADO

16h Atlético-GO 1 x 0 Vitória
O Dragão não vence há quatro partidas, o Vitória, há três. É o jogo menos interessante da rodada, já que reúne último contra antepenúltimo. São também dois dos três piores ataques do campeonato, então é plausível esperar um jogo de poucos gols.

18h Vasco 1 x 2 Flamengo
É o grande jogo da rodada. Além de ser um grande clássico, reúne um time, o Vasco, que se mostra forte em casa contra um Flamengo vindo de cinco vitórias seguidas. O Vasco, que ganhou cinco de seis em São Januário, não terá Breno, Douglas e Jean. São desfalques importantes. Nos últimos dois anos, o Flamengo só venceu 1 de 12 duelos contra o Vasco. Precisa ganhar esse para continuar a perseguição ao Corinthians.

19h Corinthians 2 x 0 Ponte Preta
A Ponte não vence um jogo fora de casa há três meses (cinco empates, cinco derrotas). Nesta lista, está um empate em Itaquera, mas o resultado era suficiente para o Corinthians ser campeão paulista. O retrospecto corintiano é altamente positivo contra a Ponte, e o líder sabe que esta é uma rodada boa para abrir vantagem para outros concorrentes, que terão partidas mais duras. Romero volta ao time, e Léo Príncipe substitui o suspenso Fágner – são quatro jogadores pendurados (Gabriel, Jô, Rodriguinho e Marquinhos Gabriel) antes do dérbi contra o Palmeiras.

DOMINGO

11h Chapecoense 1 x 1 Atlético-PR
Depois de demitir Vágner Mancini, a Chape estreia o técnico Vinícius Eutrópio, que prometeu não mexer muito no time. O Atlético-PR, após resultados que praticamente representam eliminações na Libertadores e Copa do Brasil, vai com força máxima. O empate é o resultado mais habitual entre esses times.

16h Cruzeiro 2 x 0 Palmeiras
Precisamos voltar a 2009 para encontrar a última vitória palmeirense no Mineirão, pelo Brasileiro. Cuca não terá Guerra, Juninho e, possivelmente, o inoperante Borja. Mano Menezes, o técnico mais pressionado do momento, teve a semana inteira para treinar e resolver os problemas defensivos – foram dez gols sofridos nos últimos cinco jogos. O Cruzeiro tem alternado bons momentos com “apagões”. Os times empataram por 3 a 3 semana passada, pela Copa do Brasil, e novamente qualquer resultado será normal entre eles.

16h Grêmio 3 x 0 Avaí
É a barbada da rodada. O Grêmio é tão favorito, mas tão favorito, que Renato poderia até aproveitar para poupar jogadores antes do confronto direto contra o Flamengo – Grohe e Pedro Rocha não jogarão. O Avaí, pior ataque do campeonato, nunca venceu o Grêmio em Porto Alegre.

16h Bahia 2 x 2 Fluminense
É verdade que a tabela foi ingrata. Mas, nos últimos seis jogos, o Bahia empatou dois e perdeu quatro e passou em branco cinco vezes. Já o Flu não perde há cinco jogos e teve uma rara semana cheia de treinamentos e recuperação, mas tem dois desfalques sensíveis: Richarlison e Wendel. O Flu ganhou nas últimas três visitas ao Bahia e tem ótimo retrospecto contra o rival.

19h Botafogo 0 x 1 Atlético-MG
Assim como Cruzeiro e Palmeiras, jogaram semana passada pela Copa do Brasil – vitória do Galo por 1 a 0, em BH. Ambos atuaram pela Libertadores fora de casa, e o Botafogo teve um dia a menos para recuperar. Por essa razão, os dois times podem poupar jogadores que apresentem cansaço. A boa notícia para o Galo é o retorno de Marcos Rocha.

19h Santos 0 x 0 São Paulo
Quando o São Paulo venceu o Santos na Vila, em fevereiro, parecia que a coisa ia dar certo com Rogério Ceni. Hoje, o técnico foi demitido e o time é quase todo diferente. Há seis jogos sem vencer e dentro da zona de rebaixamento, o São Paulo será comandado por Pintado, antes da estreia de Dorival Jr (que era o técnico santista). O zagueiro Arboleda pode fazer sua estreia. É sempre difícil prognosticar clássicos, ainda mais quando um time troca de treinador.

SEGUNDA

20h Coritiba 1 x 0 Sport
Não olhe agora, mas o Sport vem de uma sequência de quatro vitórias consecutivas em todas as competições e sem levar gols nesses quatro jogos. O Coritiba, por outro lado, não vence há seis partidas – passou em branco em quatro delas. Nos últimos 20 anos, foram 10 confrontos em Curitiba, com cinco empates. Mas, retrospecto à parte, pode fazer diferença o tempo maior de descanso do Coxa – o Sport fez um jogo em campo pesado contra o Arsenal argentino, pela Sul-Americana, na quinta-feira.