Blog do Júlio Gomes

Juventus x Real Madrid: O um contra um e os duelos-chave

juliogomes

Ainda falta muito tempo para a final da Liga dos Campeões da Europa, entre Juventus e Real Madrid. O jogo será só no dia 3 de junho. Até lá, algum jogador pode se machucar, alguma ideia pode mudar. A proposta aqui é analisar um a um (ou, em alguns casos, dois a dois) os times de Juventus e Real. E os duelos que podem fazer a diferença tática em campo.

Importante ressaltar que os times jogam com sistemas diferentes. O Real Madrid, com Isco e sem Bale, joga num 4-1-3-2 em que Casemiro é o volante à frente da defesa. A Juventus não tem um volante como Casemiro, mas atua com um jogador aberto pela direita (Cuadrado ou Daniel Alves).

Não há alguém para comparar com Casemiro, então ele não entra na lista abaixo. E não há alguém no Real que possa ser comparado a Daniel Alves ou Cuadrado – a não ser que Bale volte ao time, neste caso seria Dybala, pelo meio, que ficaria sem um jogador para ser comparado a ele. Vou levar em conta que Isco estará no time (e não Bale). Assim, tampouco há um antagonista a Daniel Alves.

Há um duelo entre eles, Daniel Alves x Casemiro. Disso, falo mais abaixo neste post.

GOLEIROS

Buffon x Navas
Aqui não há debate. Navas é ótimo goleiro e mostrou isso contra o Atlético de Madri. Mas Buffon é Buffon. Se vencer a final, pode até ser Bola de Ouro da temporada. Talvez não seja o melhor goleiro da atualidade (porque Neuer está em altíssimo nível), mas certamente é o goleiro mais regular e importante dos últimos 20 anos. Não falha! 1 a 0 Juve.

ZAGUEIROS

Chiellini e Bonucci x Sergio Ramos e Varane (ou Pepe)
A dupla da Juventus é a melhor do mundo no momento, é a defesa mais sólida. Rápida, forte no jogo aéreo, nas antecipações, ocupação de espaços e mantém alto nível de concentração o tempo todo. Não fazem lambança e também são uma arma ofensiva. Sergio Ramos é muito bom e talvez esteja em nível parecido ao dos italianos (para este blog, um pouco abaixo). Mas Varane, provável titular, está alguns degraus abaixo ainda de todos os outros. A zaga do Real é fortíssima na bola aérea e é rápida, mas perde a disputa. Juve 2 a 0.

LATERAL DIREITO

Barzagli x Nacho? Daniel Alves x Carvajal?
Aqui temos uma grande dúvida na escalação de ambos. Carvajal é o titular do Real Madrid, mas se machucou na ida contra o Atlético e não se sabe se chegará à decisão. Danilo é seu reserva imediato, mas voltou a mostrar ser pouco confiável. Se Carvajal não jogar, acredito que Zidane irá priorizar a defesa e escalará Nacho por ali. Já a Juventus teve Daniel Alves contra o Barcelona, mas adiantou o brasileiro contra o Monaco e preferiu Barzagli, um terceiro zagueiro, na lateral. Barzagli é melhor que Nacho. Mas, se jogar Carvajal, não cabe comparação.

LATERAL ESQUERDO

Alex Sandro x Marcelo
Alex Sandro faz uma temporada muito boa, mas aqui a comparação é quase covarde. Marcelo é, de longe, o melhor lateral esquerdo do mundo. Essencial no fluxo do jogo do Real Madrid, um jogador capaz de quebrar sistemas com jogadas individuais ou chegadas inesperadas. Juve 2 a 1.

VOLANTES

Pjanic e Khedira (ou Marchisio) x Kroos e Modric
Khedira é dúvida para a final. Independente disso e do bom funcionamento da dupla da Juve, a do Real Madrid é simplesmente melhor. Até porque, como Kroos e Modric têm o luxo de Casemiro segurando as pontas e fazendo o trabalho sujo atrás, eles têm mais liberdade para chegar à frente. São jogadores que quase não erram. Uma das chaves da final para a Juventus será cortar esse fluxo de passes, criar problemas para Kroos e Modric. 2 a 2.

MEIA

Dybala x Isco
O final de temporada de Isco, seja nos jogos com os reservas seja após a lesão de Bale, tem sido espetacular. Um jogador que está lembrando muito os bons momentos de Iniesta. Bola grudada no pé, raciocínio rápido, movimentação por todo o terço final, o homem perfeito de ligação. E fazendo gols! Mas Dybala está um pouco acima, na minha opinião. Faz a temporada da explosão e provou-se capaz de decidir no jogo de ida contra o Barcelona. Se jogar Bale, e não Isco, Dybala sobra. E Daniel Alves entraria na comparação com Bale. Considero o brasileiro mais desequilibrante nesta temporada. Em qualquer caso, por pouco, Juve 3 a 2.

ATACANTES

Higuaín e Mandzukic x Benzema e Cristiano Ronaldo
Não são exatamente duplas de ataque, mas funcionam assim em muitos momentos. Allegri descobriu uma maneira de colocar Mandzukic no time, com o croata atuando mais pela esquerda. Mas, como vimos no primeiro gol contra o Monaco, ele é capaz de chegar por dentro na área e, claro, machucar no jogo aéreo. Tanto ele quanto Cristiano Ronaldo atuam pela esquerda, mas com muita chegada na área. O debate entre Higuaín e Benzema já foi muito forte no próprio Real Madrid. Apesar de Benzema estar constantemente mostrando seu valor, como na impressionante jogada do gol contra o Atlético, este blog considera Higuaín um pouco superior. Tem mais gol. Mas Cristiano Ronaldo desequilibra a balança para o Real Madrid, e chegamos a um empate de 3 a 3.

BANCO DE RESERVAS 

É uma extensão das forças do time titular. A Juventus tem mais opções de segurança para a defesa e a contenção no meio. Mas o Real Madrid tem muitos jogadores de meio e ataque capazes de mudar o destino do jogo: Morata, James Rodríguez e os jovens (e rápidos) Asensio e Lucas Vázquez. Para a Juve, faltam jogadores para mudar  jogo saindo do banco. Para o Real, faltam jogadores para segurar uma eventual vitória. Dou vantagem para Zidane, tem mais peças. Por outro lado, considero Allegri um treinador melhor que o francês na leitura de jogo. A Juve tem um técnico mais experiente no banco de reservas. 4 a 4.

DUELOS-CHAVE

Daniel Alves x Marcelo (e Casemiro)
Acredito que Allegri repetirá na final o modelo que funcionou contra o Monaco. Daniel Alves tentará explorar os corredores que Marcelo deixa atrás, como já fazia nos clássicos quando estava no Barcelona. Sobrará para Casemiro anular Alves. Um Casemiro que tem tido cartões seguidamente perdoados pelas arbitragens na Champions e precisa tomar cuidado para não deixar o time na mão. Por outro lado, Marcelo é um jogador chave para a saída do Real Madrid, e Daniel Alves precisará atuar defensivamente para evitar que Marcelo e Cristiano façam estragos pela esquerda.

Dybala x Casemiro (ou quem?)
Isso nos traz ao segundo duelo. Quem irá fechar os caminhos para Dybala? A priori, Casemiro. Mas se ele estiver muito ocupado com as costas de Marcelo… Kroos será fundamental no trabalho defensivo. E Ramos e Varane precisarão estar muito atentos ao trabalho de Dybala entre as linhas. A defesa do Real vai precisar de muita sincronia.

Isco/Kroos/Modric x Pjanic/Khedira
É de se imaginar que o Real Madrid terá a bola por mais tempo no jogo. E a Juventus vai precisar encontrar uma forma de cortar as linhas de passe dos meio-campistas do Real. Fiquem com a bola, mas longe de minha área. Pjanic e Khedira (ou Marchisio) ficarão sobrecarregados e precisarão de ajudas dos homens de frente. Se os dois conseguirem se desdobrar na função, a Juve tem meio caminho andado. Se forem atropelados, a balança pende para o Real Madrid.

Cristiano Ronaldo x BBC juventino
Se Allegri escalar Barzagli, ele terá a missão de fechar o setor por onde Cristiano Ronaldo mais gosta de atuar. Se o português cair para o meio, estará no setor de Bonucci e Chiellini. Quem quer que esteja perto dele, vai precisar fechar as opções de finalização de Cristiano, que matou o Bayern e o Atlético com sua incrível capacidade de fazer gols.